10 julho, 2012

O dia em que te vi

Era um lugar estranho.
Abri os olhos e te vi
Onde era, não sei
Mas você estava ali.

Parecia um paraíso
A cena que eu avistava
Mas entre tanto requinte,
Era você quem se destacava

Naquela hora chovia muito
Mas intacto você continuava
Cada parte de você
Meu olho reparava

Sua pele molhada
Irradiava perfeição
As gotas que sobre ti caíam
Iam orgulhosas para o chão

E eis que, de repente,
As nuvens se dissiparam
Do sol que se mascarava,
Os gloriosos raios brilharam

Junto com eles, seu sorriso
Tão doce, suave, implacável
Diluía na luminosidade
E se fazia incomparável

O intenso azul do céu
Para os teus olhos escorria
Sob o alegre prata do sol,
Tua íris reluzia

Não sei onde, não sei como
Também não sabia o lugar
Eu te vi fazendo um gesto
E para junto de você me chamar

Ir para perto de você
Era o que eu mais queria
Mas eu estava imóvel,
Meu corpo não se mexia

Desesperada eu estava,
Pra poder te alcançar
Porém sua formosura absoluta,
Eu só podia contemplar

Eu queria, eu tentava,
Em me chamar você insistia
Então veio em minha direção
Quando viu que eu não conseguia

Meu coração disparado
Em uma explosão de sentimento
Não entendia, nem acreditava
O que acontecia naquele momento.

Minha respiração ofegante,
Naquela hora cessou.
Pois eu vi quando suas mãos,
O meu rosto acariciou

Seus olhos eram como gelo,
Mas sua pele me queimava
Sua respiração em meu rosto,
Eu sentia deslumbrada.
Nosso chão era a brisa
E o sol que te refletia
Nosso céu era o infinito
E o vento que nos envolvia.

Estávamos frente a frente.
Bastava uma fração de segundo
Ao te ver aproximar, eu senti
Entorpecida e desligada de tudo.

Mas nesse instante tão intenso,
A imagem se dissolveu.
O meu sonho acabou,
E o dia amanheceu...

Tarcísia de Paula - Facebook
Colunista de poemas do EPL
Copyright 2012© - MyFreeCopyright. Todos os direitos reservados.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

7 comentários:

  1. Que poema bonito. Adoro poemas assim, que tem rima. Acho o máximo.

    ResponderExcluir
  2. Muito legal o poema da Tarcísia, adorei! O Blog sempre inovando e adoro isso.


    Beijocas!http://palomaviricio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oie...
    Que lindo *_*! S2
    Sempre que leio poemas eles são longos de mais e cansativos, mais esse é simples e lindo...
    Tem post novo lá no blog, quer ler?http://falleninme.blogspot.com/ Desde já obrigada!
    *Rê

    ResponderExcluir
  4. Caramba u.u isso que é poema. Que bonitinho *-*

    ResponderExcluir
  5. Jéssica Patrício2 de agosto de 2012 20:42

    Adorei o poema ,muito lindo,parabéns :)


    strawberrydelivrosefilmes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir