17 setembro, 2012

Cinquenta Tons de Cinza [Resenha]


Cinquenta Tons de Cinza/E. L. James ; Editora Intrínseca, 2012. 
Ficção; ISBN: 978-85-8057-218-6 
480 páginas - Skoob 

   Cinquenta Tons de Cinza, quem já não ouviu falar desse fenômeno editorial? Depois de toda repercussão na mídia, fiquei curiosíssima para ler. E acebei ganhando, como presente antecipado pelo meu aniversário. Anastásia Steele, ou simplesmente Ana, tem vinte um anos e está se formando na Faculdade de literatura em Portland. E para fazer um favor a sua amiga, Kate, Ana vai até Seattle entrevistar o bilionário empresário Christian Grey.
   Chagando lá, depois de cair de cara na sala de Christian; Ana se deslumbra com sua presença misteriosa mas muito encantadora. Depois de alguns encontros, Ana percebe que está caidinha por Christian, ou Sr. Gray, como prefere ser chamado. Mas ela avisa, que não está querendo uma namorada e isso desconcerta Ana, que nunca sentiu algo assim por ninguém.
   Então na noite de comemoração pela última prova da faculdade Ana acaba ficando bêbada e liga para o Sr. Gray e ele vai até lá socorre-la. Ela a leva para o seu hotel e fica cuidando dela. Grey também não está resistindo aos encantos de Ana e marca um encontro onde irá propor um contrato, do qual nada pode-se falar.
   Chagando à noite, Ana e Christian, viajam de helicóptero para Seattle e após assinar um contrato de confidencialidade, Christian mostra para Ana seu mundo secreto. O quarto dos jogos, onde tem tudo: grilões no teto,varas, chicotes de montaria, pás, varinhas, várias gavetas cheias de ‘brinquedos’ e uma enorme cama. E o Sr. Gray quer usar tudo isso em Ana, para o prazer dele, e é claro o dela. Sendo ela a submissa e ele o dominador. Onde outro contrato vem dizendo todos os direitos e deveres de Ana, como submissa, como por exemplo usar seu corpo de que quer maneira sexualmente, suas horas de sono, sua alimentação, sua disponibilidade, podendo até amarra-la e amordaça-la.
   Então para não perder Christian Ana aceita o proposto e entra numa relação completamente BDSM (Bandagem,Dominação,Submissão,Sadismo e Masoquismo) com o dominador sexual Christian Grey.
   Com certeza essa não é uma estória de amor comum. Com o gênero erótico, em ascensão, Cinquenta Tons foi um belo começo, para mim, nesse gênero. Com vários diálogos bem divertidos, cenas muito quentes e o mistério todo por saber o segredo do Sr. Gray faz o livro ser irresistível.
   Mas não pense que o Sr. Gray não sabe ser romântico, com o passar das páginas vamos conhecendo um Christian , que além de obcecado por controle, também pode ser muito romântico e carinhoso.
   Uma coisa que me chamou a atenção foram dois personagens coadjuvantes da estória Kate, amiga a super amiga de Ana e defende toda hora. E Taylor, chefe da segurança de Christian, que toda hora aparece do nada resolvendo os problemas.
   Outra coisa que gostei bastante também, foi que a linguagem meio que obscena, se manteve no livro. Finalmente personagens que não são santos e que falam o que todo mundo fala.
   Gostei bastante do livro, me manteve várias horas fora do ar e estou ansiosa para ler a continuação, Cinquenta Tons mais Escuros.

Série Cinquenta Tons de Cinza:
1. Cinquenta Tons de Cinza;
2. Cinquenta Tons mais Escuros;
3. Cinquenta Tons de Liberdade.

Notas: 
 Capa: 4/5 - Narrativa 5/5 - Estória 4/5 - Diagramação: 5/5 - Nota geral: 5/5


Blog EPL - Copyright 2012© - MyFreeCopyright. Todos os direitos reservados.

Sobre a autora da resenha:
Meu nome é Stéphanie Munford, tenho 18 , moro em Maceió, Alagoas e vou começar a fazer Química na UFAL. Adoro assistir The Vampire Diaries e Glee e amo ler livros, principalmente os de romance. 
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

4 comentários:

  1. Eu postei hoje a resenha desse livro lá no blog, ele não é melhor coisa que já li, mas eu gostei, fiquei curiosa para saber a continuação. Com certeza vou querer ler a continuação.

    Bjs
    Gisele

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente, esse livro nunca me interessou! :S
    Mas eu adorei a sua resenha, super bem explicada! :)

    Beijokas,

    Rafa
    @EuMaisLivros

    ResponderExcluir
  3. Eu ainda não li 50 Tons de Cinza e nem me interessei muito, vi muita gente dizendo que ele não é um dos melhores livros do gênero. Mas pela resenha ele até que parece ser interessante, só não consigo parar de pensar que é um conto pornô que a autora estendeu até virar livro ;x
    Luh
    http://blog.fomedelivros.com.br

    ResponderExcluir
  4. Ei!Eu não gostei muito do livro,pra falar a verdade só li porque gostei do trailer do filme.Mas sua resenha foi perfeita e se tivesse lido antes,eu com certeza teria lido o livro.Você usou muito bem as palavras. :D xD

    ResponderExcluir