04 outubro, 2012

E-books


   Os livros digitais estão ficando cada vez mais populares e sendo adquiridos por muitos leitores, uma das causas pode ser o preço e a facilidade de adquirir uma obra sem precisar sair de casa e se deslocar para uma livraria, estabelecimento que ainda é escasso no Brasil. 
   Como sabemos, os livros digitais, também chamados de e-books, são lidos através de diversos programas, sendo o famoso Adobe Reader um deles, que possui inúmeras opções para facilitar a leitura do documento pelo usuário, como alterar o tamanho da fonte, marcar citações e outras facilidades. Porém, fazer a leitura de e-books não é uma tarefa muito fácil e nem agradável para alguns leitores.
   Um dos problemas de ler os livros digitais é o tempo que ficamos em frente a uma fonte de iluminação. Segundo o site de tecnologias Tecmundo, ficar muitas horas na frente de um computador pode trazer riscos para a saúde, como problemas na coluna e de visão. Esses problemas são os mais questionados entre aqueles que ainda não se habituaram a ler esse tipo de livro.
   Em contrapartida, a marca americana Amazon lançou um tablet chamado Kindle que soluciona todos esses problemas para os usuários. O aparelho possui uma tela que não emite luz, muito semelhante a um papel, o que não deixa cansaço nas vistas do leitor, além disso é muito leve e portátil, a bateria dura por um mês, de modo que pode-se se deslocar para qualquer lugar e ler um documento como se fosse um livro normal.
   Se todos os cuidados forem tomados pelas pessoas, os livros digitais podem ser uma ótima saída, já que temos poucas livrarias espalhadas pelo Brasil que possuem livros com preços elevados que acabam sendo mais de 75% mais caros que os livros digitais, em alguns casos. Além disso, temos um grande acervo de livros com domínio público espalhados pela internet, ou seja, podem ser baixados gratuitamente sem ferir os direitos autorais.
   Esses e-books estão virando tendência ao redor de todo o mundo, muitas editoras de vários países estão adotando essa técnica por ter um custo baixo de produção e venda mais numerosa e fácil. Uma editora pode vender seus e-books em seu próprio site lucrando muito mais do que fazer uma cópia da obra em papel e distribuir pelas livrarias. Nos Estados Unidos, por exemplo, a autora Tahereh Mafi vai disponibilizar o segundo livro da série Estilhaça-me somente na versão digital.
   Mesmo tendo uma infinidade de opções, os livros digitais ainda não estão fazendo muito sucesso no Brasil. Mesmo porque, mesmo com o preço baixo e outras facilidades os e-books não conseguem substituir o prazer de sentir cheiro de novo em um livro de papel, assim como todo o seu acabamento e diagramação. E para isso dificilmente vão inventar uma solução. 

   E você, o que acha dos e-books?
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Um comentário:

  1. No início do post eu já estava pensando: Nhá, que sem graça ficar sem cheirar um livro! haha
    Enfim, eu sou à favor dos e-Books pelo preço dos livros, pela facilidade, entre outras infinidades de utilidades.
    Mas, para ser bem sincera, eu não trocaria NENHUM livro meu por um kindle! hahah
    Folear as páginas, sentir o cheiro são coisas que todo leitor gosta, e acho que ficaria muito sem graça ler só nesse tipo de Tablet.
    Mas, no caso, sou super à favor de um desses no colégio, pois minhas costas e visão vão aguentam mais! hahaha

    Adorei o post!

    Abraços

    Rafa
    @EuMaisLivros

    ResponderExcluir