03 outubro, 2012

Protesto contra "The Casual Vacancy"

   Navegando pela internet, eu acabei encontrando uma notícia interessante e ao mesmo tempo um pouco estranha:

   Líderes da religião monoteísta indiana sikh querem banir "The Casual Vacancy", primeiro livro adulto de J.K. Rowling --autora de "Harry Potter"-- da Índia. A informação é do jornal britânico "The Telegraph".
   No livro, Rowling descreve uma garota sikh como sendo "bigoduda, mas peituda". Personagens do livro caçoam de Sukhvinder, filha de um cirurgião, com muitos pelos faciais e se referem a ela como "a grande hermafrodita" e "homem-mulher peludo".
   De acordo com a religião sikh, ninguém --incluindo as mulheres-- pode raspar ou cortar seus pelos. "Ainda que a autora tenha escolhido descrever as características físicas da mulher sikh, não era necessário utilizar linguagem provocativa, questionando seu gênero. Isso é condenável", afirmou o líder de um comitê que representa a sede da autoridade sikh na Índia.
   Líderes religiosos afirmaram ao jornal que vão investigar as reclamações a respeito da linguagem utilizada por Rowling e vão pedir para que o livro seja banido do país se acharem que ele insulta a religião sikh.
   Um porta-voz da editora Hachette, que publicou o livro, disse que os comentários negativos são feitos por um personagem que provoca Sukhvinder. "Está claro no livro que os pensamentos, ações e comentários negativos feitos pelo personagem Fats, que provoca Sukhvinder, são apenas dele. A descrição de Sukhvinder feita pelo narrador é bem diferente", afirmou.
   "The Casual Vacancy", lançado em setembro no Reino Unido e nos Estados Unidos, chega ao Brasil em dezembro pela editora Nova Fronteira. O livro ainda não tem nome em português.


E você, o que acha dessa acusação?
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário