04 junho, 2013

Ler livros causa ações involuntarias no cérebro


Quando você executa qualquer movimento motor, como soprar uma vela, segurar um garfo ou bater uma bola, acaba ativando uma área específica do córtex cerebral associada com a execução de ações voluntárias. Surpreendentemente, utilizando os recursos da neuroimagem, pesquisadores da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, descobriram que essa parte do cérebro também é ativada quando uma pessoa escuta ou tranquilamente lê um romance.

A pesquisa apontou que essas áreas entram em funcionamento quando certos verbos referem-se a movimentos como por exemplo, fumar, jogar e pular. Em outras palavras, um livro é emocionante quando trabalha com os diversos sentidos do leitor.

Os resultados foram publicados na revista Neuron, e pode servir como uma dica interessante para os escritores que desejam fazer um romance que traga muita emoção.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

2 comentários:

  1. Bacana o post Caíque! Muito informativo! Realmente, quando lemos, nosso cérebro fica mais "leve" porque você esquece do mundo lá fora, para entrar em um mundo cheio de aventuras. Ler é isso, desperta todos os nossos instintos, além de ajudar a trabalhar nossa memória, melhorando nossa capacidade de interpretação, nosso pensar e até nosso modo de viver e de nos relacionarmos com as pessoas.

    ResponderExcluir
  2. Autor do blog) Devido a um problema com a plataforma Disqus, estou postando novamente os 34 comentários que foram ''perdidos''.

    Autor: eMatheus Oliveira

    Agora está explicado o fenômeno mais interessante da leitura, parabéns pelo post!

    ResponderExcluir