24 agosto, 2014

Análise Cinquenta Tons de Cinza



Hoje vou tentar fazer uma analise do livro 50 tons de cinza... super polemico e que divide opiniões. Vou tentar passar tudo o que senti lendo o livro e quero a opinião de vocês também, vamos fazer um debate.

Resumo:
O livro conta a história de Anastasia Steele, uma jovem que se apaixona por um empresário Christian Grey, que tem estranhas preferências. Grey é uma homem atormentado pelo passado e muito autoritário. Anastasia vive um dilema entre viver esse louco amor ou esquecer de vez. 

Confesso que a história não me chamou a atenção, comecei a pesquisar sobre o livro, saber opiniões e consequentemente acabei não lendo, porém, no dia que saiu o trailer eu assisti... Nossa, naquele momento eu precisava ler esse livro, o trailer me deixou muito intrigada, pedi a uma amiga o livro emprestado e comecei a ler.




Começando a leitura:
Adorei o jeito que a autora deu inicio a tudo, a forma com que ela passou todos os sentimentos e pensamentos de uma garota, no caso de Anastasia, como ela se sentiu quando conheceu Grey.
Começa então uma fase bem impactante, Anastasia é uma jovem virgem, apaixonada por Grey, resolve se entregar para ele. Essa parte do livro, é um tanto quanto "tensa", com termos e palavras fortes, cada detalhe é narrado, Christian nunca tinha feito "amor" ou como chamam no livro "sexo baunilha", e com a Anastasia tudo é diferente, o livro mostra como Grey toca nela, como são os sentimentos dela em cada sensação diferente.

Meio da leitura:
Momento complicado, porque por mais que seja uma história diferente, a maioria do livro é só sexo, acaba sendo até constrangedor, Christian é um dominador - Dominação e submissão são práticas diretamente ligadas ao sadomasoquismo e fazem parte do acrônimo BDSM (bondage, disciplina, dominação, submissão, sadismo e masoquismo). É a forma de se denominar uma relação desigual estabelecida entre duas pessoas, onde todo o poder é dado ao dominante e cabe a parte submissa obedecer por livre e espontânea vontade, realizando tarefas e obedecendo ordens que podem ou não ter conotação sexual. - Quando você, que não tem ideia de como é esse "mundo", vê no que uma pessoa se submete, acaba te assustando, não julgando essa prática, mas um tanto quanto forte para se usar em um livro assim, porém é diferente.
Quando Grey começa a castigar Anastasia (sim, castigar, quando ele achava que ela estava sendo "desobediente", queria bater nela) me senti totalmente horrível por ela, eu imaginei apanhar de alguém, tudo bem, Anastasia está apaixonada por ele, mas continua sendo "complicado".

Final da leitura:
Eu nunca demorei tanto para ler um livro. Sabe quando você vai adiando, perdendo a vontade de ler, perdendo todo aquele gosto pelo livro? Então, foi exatamente assim que me senti. Não vou generalizar, porque tenho uma grande amiga que é super fã dessa trilogia. Enfim, A história é previsível, sempre a mesma coisa, resumindo tudo em uma palavra... Sexo.
Juntei todas as minhas forças para terminar a leitura, cheguei no final.... Putz, ela apanha novamente e percebe que não é desse jeito que ela quer viver, termina com Grey.

Sim o livro termina ai, ela apanha e termina com ele. Assim que terminei de ler, fui conversar com a minha amiga que era fã dessa trilogia, minhas palavras foram: Não acredito que o livro termina assim! Ela tentou defender o livro, mas nada tirou aquele sentimento de mim. O que me confortou foi que ela me disse que a história muda, entra novos personagens, novas emoções e eles ficam juntos. Ok, confesso não estar muito entusiasmada em continuar essa leitura, porém vou ler, vou dar uma chance.




Agora me pergunto como eles vão passar essa história para filme? Acho que vão cortar algumas partes rsrsrsrs. Assista o Primeiro Trailer de Cinquenta Tons de Cinza.

Bom.. esses foram os meus sentimentos ao ler esse livro, daria uma nota 5,0.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

3 comentários:

  1. Olá Bruna tudo bem? Sabe minha relação com 50 tons é bem estranha, na verdade o primeiro livro da trilogia para mim poderia ter 50 paginas e mesmo assim não perderia a essência da historia. Achei as cenas de sexo repetitivas e forçadas. (do tipo ninguém virgem consegue fazer sexo 5 vezes seguidas e não sentir nenhum tipo incomodo) Mas resolvi a apostar no drama e estou dando seguimento a trilogia, já no segunda livro a evolução da escrita e do enredo é notável. Por causa desse segunda volume que pretendo dar continuidade a trilogia. Espero que o filme supere o livro.

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  2. Eu confesso que não gosto desse tipo de livro, por isso não me interessei, mas provavelmente vou ver o filme só pelo ator principal que me arrancou suspiros!

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Eu não tenho preconceitos com livros sobre sexo, embora eu prefira histórias profundas, ou seja: filme pornô e livro 'pornô', não seriam minhas coisas favoritas. Rsrs... Não sei se o livro é mais erótico ou mais explícito, então apesar de ter ouvido falar MUITO, não li.
    Mas o meu problema principal é com a fama, rsrs.. Quando tem muita gente tietando algo, eu perco a vontade. E ele tá na boca de todooo mundo, daí acaba enjoando antes de conhecer.


    http://www.annarios.com.br

    ResponderExcluir