28 janeiro, 2015

De Patricia Bracewell: A rainha normanda – Uma envolvente história sobre poder e amor proibido numa corte medieval

Se tem um livro que pretendo solicitar para a Arqueiro no mês de fevereiro certamente é A rainha normanda. Quero muito ler e resenhar essa obra que parece ser bem interessante e envolvente. Digo isso não apenas porque gostei da capa e da sinopse fornecida pela editora mas também devido a opiniões de críticos respeitados internacionalmente como o Library Journal.

“Patricia Bracewell enriquece o gênero da ficção histórica com um livro altamente interessante.” – Publisher’s Weekly
“A rainha normanda é uma trama repleta de rivalidade política, escândalos da corte e disputas entre membros da nobreza, do clero e da realeza. Fãs de sagas históricas e de enredos românticos vão adorar este livro.” – Library Journal
Se interessou pelas críticas? Então confira mais informações sobre a obra de Patricia Bracewell que chegará nas livrarias no próximo dia 9:


Em 1002, Emma da Normandia, uma nobre de apenas 15 anos, atravessa o Mar Estreito para se casar. O homem destinado a ser seu marido é o poderoso rei da Inglaterra, Æthelred II, muito mais velho que ela e já pai de vários filhos. A primeira vez que ela o vê é à porta da catedral, no dia da cerimônia.
Assim, de uma hora para outra, Emma se torna parte de uma corte
traiçoeira, presa a um marido temperamental e bruto, que não confia nela. Além disso, está cercada de enteados que se ressentem de sua presença e é obrigada a lidar com uma rival muito envolvente que cobiça tanto seu marido quanto sua coroa.
Determinada a vencer seus adversários, Emma forja alianças com pessoas influentes na corte e conquista a afeição do povo inglês. Mas o despertar de seu amor por um homem que não é seu marido e a iminente ameaça de uma invasão viking colocam em perigo sua posição como rainha e sua própria vida.
Baseado em acontecimentos reais registrados na Crônica Anglo-saxã, A rainha normanda conduz o leitor por um período histórico fascinante e esquecido, no qual fantasmas vigiam os salões do poder, a mão de Deus está presente em cada ação e a morte é uma ameaça sempre à espreita.
Governando na época compreendida entre o rei Artur e a rainha Elisabeth I, a rainha Emma é uma heroína inesquecível cuja luta para encontrar seu lugar no mundo continua fascinante até hoje.
Quem é Patricia Bracewell?
Patricia Bracewell cresceu na Califórnia, onde lecionou Literatura e Redação antes de embarcar na carreira de escritora. É mestre em literatura inglesa e sua pesquisa histórica a levou a lugares como Grã-Bretanha, França e Dinamarca. Tem dois filhos adultos e mora com o marido em Oakland, na Califórnia.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

3 comentários:

  1. Caique!
    A capa é mais que bela e quanto ao enredo... fantástico.
    Sou apaixonada por romances de época e esse parece excepcional.
    Desejo uma maravilhosa semana!!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. A capa é muito bonita. A sinopse parece prometer um ótimo enredo. Ainda mais tendo romances e medieval =)
    Abraços Caique.

    ResponderExcluir
  3. Curto muito romance época e esse pela sinopse perece ser ótimo, achei linda a capa.

    ResponderExcluir